Foto: Cedida / Wagner Oliveira

A previsão de solução para a problemática da coloração da água que tem chegado aos moradores de Umarizal é de 15 dias, segundo informou o engenheiro chefe da operação da água da regional da Caern, Anderson Araújo em entrevista nesta quarta-feira, 05, ao programa Evidência. Moradores tem relatado nas redes sociais que a água que sai das torneiras é escura e barrenta.

“Pela nossa programação, a gente quer que esse serviço de lavagem das caixas d’água seja executado nos próximos 15 dias. É a nossa previsão inicial. Eu queria que fosse realizado na semana que vem, mas devido a entraves legais pode ser que realmente não seja realizado”, explicou Anderson.

Os entraves citados são normas de segurança que devem ser seguidas para limpeza de reservatórios evitando que acidentes com risco de vida para funcionários possa acontecer. Segundo Anderson, a problemática com a água em Umarizal começou no início do ano com falta de água no açude que abastece Umarizal. “Chegou o momento de a gente funcionar com o açude no volume morto, com uma água de péssima qualidade, fazendo de tudo pra essa água chegar a população com condições de ser utilizada”, detalhou.

O problema se regularizou com o passar dos meses e a chegada das chuvas, contou o engenheiro. Porém, após a cheia dos reservatórios, a água começou a apresentar coloração diferente. “Isso devido a uma herança do sistema de abastecimento que já vinha cansado devido aos problemas do início do ano”, apontou.

O engenheiro disse na entrevista que a Caern acredita que a água tem adquirido a coloração escura devido a sujeira acumulada nas duas caixas d’água do município. Para solucionar o problema momentaneamente, equipes da companhia tem trabalhando em um desvio evitando que a água chegue aos reservatórios.

“Após análises a gente chegou a conclusão de que essa água realmente estaria chegando ao reservatório com uma qualidade muito boa e após o reservatório essa água estava piorando sua coloração. De qualquer forma a gente está trabalhando num desvio do reservatório, antes mesmo que ele seja lavado, pra que a gente possa tirar a prova. Acredito que amanhã até o final do dia a gente esteja concluindo esse serviço e poderemos colocar água pra população sem passar pelos reservatórios”, prevê Anderson Araújo.

A diretora do escritório local da Caern, Luélia Paula acompanhou o técnico durante a entrevista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here