A prefeita Elijane Paiva (DEM) assumiu pendências judiciais de antigas gestões e garantiu, na tarde desta quinta-feira, 26, após assinar um acordo com a justiça na Comarca local, o pagamento de salários de dezembro do ano de 2012 com 155 processos que impactavam diretamente a gestão municipal.

O acordo judicial garante que nos próximos 32 meses, a partir de outubro, 155 profissionais que foram prejudicados pelas ex-gestões municipais tivessem seus direitos garantidos. O acordo judicial vai garantir o repasse de 32 parcelas no valor de R$ 7 mil, o que totaliza o montante de R$ 224.000,00.

Uma das exigências da prefeita Elijane é que fosse pago inicialmente os funcionários com maior idade. “Como são funcionários efetivos e ex-funcionários da prefeitura, e apesar de não ser responsabilidade da nossa gestão, eu gostaria de honrar aqueles funcionários de maior idade. Imagino que foram estes funcionários tenham suas necessidades diferenciadas”, destacou a gestora municipal.

De acordo com a Procuradoria Geral do Município, “essa foi uma conquista importante para a municipalidade. Houve um acordo com o Sindicato dos Funcionários e mesmo não sendo uma responsabilidade da atual gestão, a prefeita Elijane foi sensível e finalizou toda a pendência judicial desses funcionários que tinham seus salários pendentes desde dezembro de 2012”.

O acordo judicial garante que a partir do dia 30 de outubro, quando termina outras pendências judiciais antigas e de outras gestões, a PMU irá começar esse novo parcelamento.

“Estamos buscando honrar os compromissos da prefeitura com os interesses de nosso povo. Estamos conscientes, depois que assumimos a gestão, que a situação deixada pelos antigos gestores é de muito sacrifício. Mas com esforço e bom senso, vamos mudar essa triste realidade de nossa cidade e como foi nosso compromisso, iremos reconstruir nossa cidade”, finalizou Elijane Paiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here