ISTOCK

Um homem de 38 anos foi preso após a polícia receber uma carta na qual sua filha relatava abusos sexuais sofridos desde quando ela tinha 13 anos. Atualmente com 18, a jovem vivia com o agressor e o filho deles, nascido dos estupros, em uma vila rural de Tracajatuba, município de Tartarugalzinho, a 203 quilômetros de Macapá (AC).



O acusado foi preso na última segunda-feira (30/7) e, em depoimento, relatou como acontecia a violência imposta à filha durante todos esses anos. À polícia, o suspeito confessou viver uma relação de marido e esposa com a moça desde que começou a estupra-la, em 2012. Ao ser questionado sobre a motivação do crime, se limitou a dizer: “Sinceramente, não sei dizer a razão”.

O homem, que vivia com um nome falso no local e trabalhava de caseiro em uma propriedade, era foragido desde 2014, acusado pela esposa de abusar sexualmente de duas filhas do casal. A delegada Luíza Maia, da 2ª DP de Santana, foi quem recebeu a carta da vítima. “Ela ficou grávida quando eles moravam no Porto Grande. Daí, ela teve o bebê com o nome falso arrumado na maternidade e eles foram para Tracajatuba”, detalhou.

A adolescente foi denunciou o pai em 2014, mas foi ameaçada, negou a versão em seguida. Com raiva, a mãe a abandonou e ela foi para um abrigo. Contudo, meses depois acabou voltando para o pai, quando os abusos recomeçaram e ele a levou para a vila. “Com medo, ela continuou se submetendo a essa condição”, explicou a delegada. As informações são do site Mix Vale.




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here