Menino deve ser levado para abrigo depois de receber alta em Curitiba — Foto: Arquivo pessoal

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) investiga as agressões contra um menino de um ano e quatro meses em Curitiba. O caso ocorreu no domingo (4), no bairro Barreirinha. O padrasto está preso, suspeito do crime.




A polícia foi chamada depois de ouvir os gritos da criança. A tia e a avó da vítima relataram a situação nas redes sociais.

À RPC Curitiba, a tia, Mariana Costa, disse que o padrasto mora com a mãe do menino e que ele estava sozinho com a criança. A família afirmou também que não sabe o motivo das agressões, que foram concentradas na cabeça da vítima.

O menino precisou ser levado para o Hospital Evangélico, de onde pode receber alta nesta quarta-feira (7). O Conselho Tutelar acompanha o caso e deve encaminhar a criança para um abrigo na sequência.

A avó paterna, Valdete Ribeiro, entrou com um pedido para ter a guarda do neto.

“É uma dor que não desejo para ninguém. É muito triste. Neto é como um filho. Agora, o que eu mais quero é trazer ele para cá, para ser bem cuidado e amado”, disse.

Já o padrasto continua preso nesta quarta-feira. A fiança estabelecida foi a de R$ 2 mil. Até a última atualização desta reportagem, o valor não tinha sido pago.




DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here