REPRODUÇÃO/ CNN

Uma mulher de 18 anos é suspeita de planejar o assassinato de sua “melhor amiga” após um homem, que ela conheceu pela internet, oferecer US$ 9 milhões (aproximadamente 35 milhões de reais) para ela cometer o crime.



Denali Brehmer, que vive no estado americano do Alasca, foi convencida por Darin Schilmiller, de 21 anos, segundo os investigadores. O homem se fazia passar, nas redes sociais, por um milionário chamado Tyler. De acordo com a polícia, Schilmiller prometeu até mesmo mais do que os US$ 9 milhões caso recebesse fotos e vídeos do ato.

A jovem recrutou outras quatro pessoas e, juntos, escolheram como alvo Cynthia Hoffman, uma jovem de 19 anos e com deficiência intelectual. O pai da vítima disse que ela tinha idade mental de 12 anos e via em Denali sua “melhor amiga”.

No dia 2 de junho, Cynthia foi levada até uma trilha ao nordeste de Anchorage, capital do Alasca. Amarrada com fita adesiva, ela levou um tiro na nuca e, em seguida, empurrada em um rio, de acordo com diligência do Departamento de Justiça do estado. O corpo foi encontrado dois dias depois.

Para os agentes, Denali e Kayden McIntosh, um adolescente de 16 anos, convenceram a vítima a fazer uma caminhada perto do rio. O garoto foi acusado de atirar em Cynthia, enquanto sua comparsa teria jogado o corpo da amiga na água.

Durante toda a ocorrência, Schilmiller recebia vídeos e fotografias da vítima por meio do aplicativo Snapchat. Detidos, Brehmer e McIntosh responderão pelo crime, além de Schilmiller. Outros três adolescentes, acusados de ajudarem no planejamento e execução do ato, também foram presos.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here