O Coletivo Invisível de Teatro apresenta nesta sexta-feira, 12, em Umarizal seu novo espetáculo denominado Manifesto Negro. A peça, encenadas por jovens umarizalenses, fala sobre questões como racismo, preconceito e desigualdade social, todos temas relacionadas à população negra do Brasil.

“Decidimos fazer a estreia agora principalmente porque nos últimos meses estamos vendo muitas notícias, fatos e acontecimentos relacionados ao povo negro. Caso mais recente foi o carro metralhado pelo exército no Rio de Janeiro assassinando um artística músico. Nosso espetáculo faz essa relação de justiça com o povo negro”, comentou fundadora do Coletivo e diretora do espetáculo, Rose Lotte.

O Manifesto Negro é o novo trabalho do Coletivo Invisível. Há dois anos o grupo trabalhava com o espetáculo Quebra de Silêncio que fala sobre outro grave problema social do país: a violência contra a mulher. “É um espetáculo que já rodou bastante pelo Rio Grande do Norte”, acrescenta Rose.

O evento desta sexta-feira acontece na Casa de Cultura Popular Palácio do Gavião a partir das 19h. Além do Manifesto, haverá encenação da peça Romeu e Julieta na terra do Gavião. “Que faz uma brincadeira com a referência do Shakespeare colocando para Umarizal”, explicou a diretora.

Serviço

O quê? Apresentação das peças teatrais Manifesto Negro e Romeu e Julieta na Terra do Gavião

Quando? Sexta-feira (12)

Onde? Casa de Cultura Popular Palácio do Gavião

Horário? 19h

Quanto? R$ 3,00

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here