Um homem foi preso depois de matar a esposa a facadas e dizer à polícia que a vítima havia se suicidado. O crime foi cometido na madrugada desse sábado (27), em Itumbiara, no sul de Goiás. O suspeito, Amilson Custódio Cardoso, funcionário de uma loja de materiais elétricos, disse que, ao presenciar a morte da mulher, acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu).




“Ela entrou para tomar banho e quando saiu do banheiro já estava nervosa. Falou que tinha que dar um rumo na vida dela, que não aguentava mais aquilo, pegou a faca e… Ela veio, passou pela mesa, jorrou sangue na mesa toda, ela caiu de joelhos, eu segurando ela por trás e ela acabou de deitar com a barriga no chão. Não tive como fazer nada”, disse Cardoso, em entrevista à TV Anhanguera.

Notícias ao Minuto
Reprodução

Apesar da versão contada pelo suposto autor do crime, o delegado responsável pelo caso, Ricardo Chueire, afirmou que a situação não condiz com um suicídio. “Primeiro que ninguém consegue se matar com três facadas no tórax, segundo que a casa estava toda revirada, mostra que houve luta, havia sangue nas paredes, no chão, na geladeira, objetos caídos”, explicou o delegado.

Ele ainda acrescentou que, além disso, ele entrou em contradição algumas vezes. “Estava com roupas limpas e só os pés sujos e ainda alterou a cena, lavando a faca e a jogando fora da casa”, explicou. O suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de feminicídio e fraude processual. Ele pode ficar preso por até 30 anos.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here