Seis alunos matriculados na Escola Municipal Tancredo Neves se classificaram para segunda fase do Exame de Seleção 2019 do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. O resultado foi divulgado no início do mês e celebrado por professores, gestores e pela Secretaria Municipal de Educação de Umarizal.

A inscrição dos alunos para participarem do exame integrou um projeto da SME. A prefeitura incentivou professores e coordenadores da escola à reforçarem as aulas com disciplinas e conteúdos voltados a preparar os estudantes para fazer a prova, como detalha a professora Francledna Silva, responsável pelas aulas de reforço dos 15 anos que manifestaram interesse em participar da seleção.

“Isso foi um projeto da prefeitura, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação. Eles lançaram essa proposta de ter um apoio na escola com os professores nas disciplinas para ajudar com reforço com aulas voltadas para o conteúdo do IFRN. Eu me propus a trabalhar português, redação e literatura. Depois continuamos com as aulas com os conteúdos referentes a prova do IFRN. Eu também criei um grupo no WhatsApp onde eu ficava orientando eles, perguntando se eles estavam estudando, instigando, incentivando e cobrando também. Começou com uma proposta da prefeitura que eu abracei, fiz a minha parte”, detalha Francledna.

Com o resultado, os seis estudantes serão agora avaliados com a correção da produção textual escrita. Os aprovados após esta etapa final garantem o ingresso nos cursos técnicos do Instituto, na modalidade integrado ao ensino médio.

Obstáculos

Para possibilitar a participação dos estudantes na prova do IFRN, a Tancredo Neves teve de desenvolver todo um trabalho que envolveu vários profissionais da escola. Haviam obstáculos a serem superados. A professora Katia Nisley, por exemplo, foi a responsável por despertar os estudantes para a possibilidade de ingresso em uma instituição federal.

“Eu iniciei o ano letivo e sempre falava, principalmente no nono ano, sobre a questão do processo seletivo do IFRN. Eles estavam apenas adormecidos, o resultado está aí para comprovar. Eles sempre perguntavam como era, então eu comecei a incentivar. Começamos a nos mobilizar para fazer a inscrição deles, começamos a incentiva-los e a incentivar os pais também. Fizemos reuniões no início do ano com eles para que eles gerassem um combustível nos filhos deles também”, conta Katia.

Após a apresentação do exame aos estudantes, um segundo desafio foi organizar a documentação dos participantes. Muitos deles se quer possuíam documentos básicos. Os professores Aucicleide Souza e Aurismar Costa atuaram nesta etapa.

“Primeiro fizemos um levantamento com quem queria participar da prova e teve um número muito bom de participação. Então veio a parte da documentação. Eles não tinham a documentação e nós fizemos todo um processo de mobilização contribuindo com os alunos até na questão de fotos. Foi feito uma contribuição aqui na escola por que eles não estavam tendo condições de arcar com estes custos. Depois fomos com eles até Caraúbas para preparar a documentação para fazer o RG. Só então foram feitas as inscrições”, explica Aucicleide.

Ensino Técnico Federal

O estudante William Gabriel Medeiros Praxedes, de 14 anos, foi um dos alunos classificados para etapa de correção da redação. Mesmo ainda não pensando na profissão que quer exercer no futuro ele considera o resultado do exame uma grande conquista.

“Representa uma grande conquista porque nós mostramos que não é necessário estar em uma escola particular para conseguir entrar no IFRN, basta querer. Nós representamos o nome da escola que agora tem alunos que podem entrar em uma faculdade boa. Mesmo em escola pública é possível, basta correr atrás”, avalia William.

Mary Ane Vitória, também 14 anos, foi outra aprovada da Tancredo Neves. Ela destaca a relevância do apoio da escola para fazer a prova. “Tivemos um apoio importante da escola principalmente na preparação. Eu também tirava um tempo quando não tinha aula, nos fins de semana e também estudava em casa. Eu não esperava esse resultado, mas no final fiquei satisfeita”, conta a estudante que sonha em ser professora de História.

Foram aprovados ainda os alunos Antônio Wenerson Soares da Costa, Emilly Alessandra, Max Washington Valdeger Nunes e José Vinícius de Souza Rodrigues.

Resultado celebrado

O sucesso do projeto de incentivo aos estudantes para buscarem o acesso no ensino federal é comemorado pela direção da Tancredo Neves. A vice-diretora Elania Delfino destaca que em anos anteriores a escola classificada apenas um aluno e ver este número ser multiplicado é motivo de felicidade.

“Em outros anos a escola só aprovava um aluno em anos alternados e de repente a gente vê seis alunos é motivo de muita alegria para todos os professores que compõe o quadro. Com isso a gente vê que a educação nesta escola tem compromisso. É motivo de muita satisfação por que a gente nunca viu nesta escola tantos alunos de uma vez só ser aprovados para a segunda fase. Esse é um sinal de que estamos no caminho certo, de que que a educação é o caminho certo”, acrescenta a vice-diretora.

“É de suma importância termos a nível municipal alunos da nossa escola Tancredo Neves, que é a maior escola pública de ensino fundamental, essa quantidade de pessoas selecionadas para estudar no IFRN. É um número significativo e não só representa para o município, mas também para a escola e eleva o seu nome”, destaca a professora Katia.

“Nossa escola é municipal, mas já saíram bons alunos daqui. Alunos que já ganharam feiras internacionais, alunos que tiveram muitas conquistas e nós percebemos que temos muitos alunos bons na escola pública, basta apenas que a gente instigue esses alunos”, finaliza a professora Aucicleide.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here