© Reprodução / Facebook

Candidato a deputado federal pelo Solidariedade, Fabiano Baptista Ramos, o MC Tikão, aparece em imagens postadas nas redes sociais fazendo show, no Baile da Gaiola, Complexo da Penha, zona norte do Rio, ao lado de homens armados com fuzis.



A polícia informou que ele será convocado a prestar esclarecimentos sobre o caso, e que o depoimento será anexado ao inquérito que investiga a festa, com mais de cinco volumes. O evento é conhecido por ter entre os seus frequentadores traficantes, além de tocar músicas de apologia ao crime.

Nas imagens, é possível ver o momento em que MC Tikão cantar o funk “Faixa de Gaza”, do MC Orelha, que cita nomes de bandidos. O funkeiro também aparece sendo abraçado por um homem sem camisa, que faz gestos como se estivesse tirando uma arma da cintura, para “delírio” da plateia.

Segundo o delegado Rodrigo Freitas, titular da 22ª DP, a polícia ainda investiga se o baile serve como ponto de encontro de líderes da facção Comando Vermelho. Questionado sobre a presença do candidato no local, Freitas duvidou que ele não tenha percebido a presença das armas. “Como não viu? Ele é cego?”, disse.

Em nota, Tikão afirmou, por meio de seu advogado, que não percebeu a presença de homens armados e que foi contratado para se apresentar no baile, mas que não tem qualquer relação com facção criminosa.

Já sobre o funk que faz apologia ao tráfico, o advogado disse que Tikão cantou para atender a pedidos do públicos. Acrescentou, ainda, que cantou apenas um trecho da música e não citou o refrão que fala de grupos criminosos.

Conforme o Extra, o funkeiro disse também que está à disposição das autoridades policiais para prestar esclarecimentos. Ainda segundo o jornal, MC Tikão foi preso em outubro de 2017 suspeito de ligação com o tráfico de drogas da favela da Rocinha. Ele ficou um mês atrás das grades e foi solto em novembro do ano passado, após a Justiça ter negado a renovação de sua prisão temporária.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here