Vídeo mostra presos decapitados e rivais comemorando em Manaus

110
Policiais na entrada principal do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus (Ueslei Marcelino/Reuters)
Policiais na entrada principal do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus (Ueslei Marcelino/Reuters)

Vídeo feito por meio de celular por presos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, mostram vários corpos decapitados estendidos pelo pátio do presídio, enquanto detentos tiram fotos e comemoram a morte de rivais.

gifnovoO massacre, que deixou 56 mortos na madrugada de segunda-feira no Compaj (outras quatro mortes ocorreram na Unidade Prisional do Puraquequara), foi motivado por um embate entre as facções criminosas rivais Família do Norte (FDN), ligado ao Comando Vermelho (CV), do Rio de Janeiro, e Primeiro Comando da Capital (PCC), com liderança em São Paulo.

O vídeo, ao qual VEJA teve acesso, mostra ainda presos enfileirando as cabeças das vítimas no chão da quadra esportiva e outros empunhando uma bandeira com referências à FDN e ao CV e citando nomes de rivais que tinham sido decapitados.

Os celulares utilizados pelos presos para fazer as filmagens foram apreendidos pela polícia quando os agentes entraram na unidade.

Veja o vídeo, que tem imagens fortes, de extrema violência.