Foto: Léo Silva / O Umarizalense

“Acho que Umarizal deu um exemplo de como se recebe um tribunal.” A avaliação é da corregedora geral de justiça, desembargadora Zeneide Bezerra que esteve nesta quinta-feira, 16, em Umarizal participando de mais uma audiência pública do projeto “Conexão Direta”. O evento foi realizado na Câmara Municipal. A ação tem como meta ouvir a população, usuários da Justiça e operadores do Direito para discutir o aprimoramento das atividades do Poder Judiciário potiguar.

“Foi uma tarde muito produtiva, de muito sucesso e muito agradecimento a todos que tem atendido ao nosso pedido de possibilitar que o Tribunal de Justiça esteja junto com a população de Umarizal e demais municípios do Alto Oeste” avaliou a desembargadora em entrevista ao O Umarizalense.

Zeneide acredita que o projeto tem modificado a realidade das comarcas por onde tem passado, pelo caráter social de projeto que aproxima a população dos serviços judiciários. “É uma realidade que nos deixa muito feliz, pois podemos dizer o que somos e o que a gente faz. Esse é o viés social que a gente tem em face de um tribunal que a gente quer que cada vez mais fique perto do povo”, destacou.



“Vimos muitos elogios ao nosso juiz [Arthur Bernardo] e acho que todos compreenderam como é a máquina do judiciário e sabemos que agora, com um juiz e com a promotora na comarca, os processos poderão ter uma maior celeridade”, finalizou a desembargadora.

Participaram do evento os vice-prefeitos de Umarizal e Olho D’água do Borges, Raimundo Dias e Antonimar Amorim, o presidente da Câmara Municipal de Umarizal, Marcos de Antônio de Néo, vereadores, servidores do município de Umarizal, secretários, advogados e demais representantes da sociedade civil umarizalense e da Controladoria Geral do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

A grupo teatral Companhia Arte e Riso também realizou apresentação cultural no final do evento.