Segurança reforçada para o Umarizal Fest 2012

9

O Ministério Público Estadual, através da Promotora de Justiça Liv Ferreira Augusto Severo Queiroz, expediu duas recomendações aos gestores do município de Umarizal. Com a proximidade do Umarizal Fest, evento que ocorre entre os dias 11 e 13 de maio, o Ministério Público Estadual visa à segurança dos foliões e dos moradores do município através do pedido de reforço policial.

Foi recomendada a adoção de medidas necessárias para o reforço policial, como a disponibilidade suficiente de viaturas, equipamentos e armamentos para uma boa segurança e coibir furtos, roubos e o uso de entorpecentes. Recentemente, o Governo do Estado enviou o Bope para o município de Umarizal, depois que foram registrados 4 homicídios em 3 dias.

A representante do MP também expediu recomendação para o mesmo evento com o objetivo da não-comercialização de bebidas alcoólicas para crianças e adolescentes, assim como comunicou aos organizadores da festa que o Conselho Tutelar, representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário terão acesso livre a todos os locais onde esteja sendo realizado o evento, para possíveis averiguações e reprimir eventuais infrações.

A Promotoria de Justiça celebrou também Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os organizadores do Umarizal Fest, onde eles se comprometem a cumprir limites de horários de duração geral do evento que ocorrerá na próxima sexta-feira, sábado e domingo. É que o nível do som, em eventos deste porte, costuma tirar o sossego de quem não participa da festa.

A Polícia Militar de Pau dos Ferros e Patu vão enviar reforços para o município durante os três dias. A Polícia Civil, que tem pouco contingente, não se pronunciou a respeito do assunto. É provável que também esteja presente.

UMARIZAL 

O município de Umarizal, apesar de estar em festa a partir de hoje, está entre os 139 dos 167 municípios do Rio Grande do Norte que a governadora Rosalba Ciarlini Rosado decretou estado de emergência devido à situação de seca. Neste caso, é preciso ressaltar que a festa é privada, porém conta com “colaboração” do Poder Público Municipal. O prefeito Rogério Fonseca reconhece que existe o decreto de emergência e explica que realmente a zona rural do município já enfrenta dificuldades para alimentar o rebanho.

Do Jornal de Fato