Os ex-executivos da empreiteira também citaram prefeitos na lista de supostos políticos corruptos. Entre os que receberam dinheiro não declarado da construtora, estão os que foram eleitos em seis capitais: Arthur Virgílio, de Manaus, Iris Resende, de Goiânia, Clécio Luís, de Macapá, Firmino Filho, de Teresina, Luciano Rezende, de Vitória e ACM Neto, de Salvador. Os prefeitos não têm direito a foro privilegiado, por isso, o Ministro do Supremo, Edson Fachin, remeteu os pedidos de investigação para primeira instância.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here