Por que a TPM mexe com o intestino? Bem Estar explica

0
65

A ultima semana do ano tem jeito de feriado e até de férias para muita gente. Mas não tem praia, não tem lazer que resista a um intestino preso. E para muita gente, a viagem só piora. Será que é psicológico? Como resolver isso? O Bem Estar desta terça-feira (27) explica.

E mais: você sabia que o intestino produz e armazena serotonina, o hormônio do bom humor? O gastroenterologista Flávio Quilici diz que é por causa disso que intestino preso deixa a gente mal humorado. E para complicar mais um pouquinho tem também a TPM. Tem mulher que fica com o intestino solto demais. O ginecologista Doutor José Bento, consultor do Bem Estar, explica que diarreia acompanhada de cólica é sinal de alerta para a endometriose.

A serotonina, hormônio que regula o humor, o sono e o apetite, é produzida no intestino

Saiba mais

Uma pesquisa da Federação Brasileira de Gastroenterologia foi realizada no Brasil com 3 mil mulheres e a principal conclusão é que 2/3 das entrevistadas, ou seja, 67%, têm constipação. Elas sofrem não só com o desconforto, mas com o mau humor e a falta de concentração.

Muitas mulheres sofrem ainda com mudanças no funcionamento do intestino durante o período menstrual. O mais comum é a própria constipação, mas há também situações em que o intestino passa a funcionar melhor. As alterações hormonais do período pré-menstrual diminuem o peristaltismo intestinal, ou seja, os movimentos propulsores que ajudam na evacuação. Além disso, a TPM leva a mulher a comer menos, fazer menos atividades físicas, sentir mais gases, desconforto e, assim, a evacuação piora também.

Hormônios do ciclo menstrual podem afetar o funcionamento do intestino

Cerca de 80% das mulheres que têm TPM têm alteração do hábito intestinal. Na sua grande maioria, elas apresentam intestino preso. Neste período é importante aumentar a ingestão de líquidos e fibras. Exercícios físicos também são recomendados. A alimentação é forte aliada para melhorar os sintomas do intestino preso no período pré-menstrual e recomenda-se o consumo maior de fibras (legumes, verduras, frutas, grãos), líquidos (de 2 a 3 litros por dia) e a resposta aos estímulos do intestino. Massas, doces e chocolates devem ser evitadas, pois podem acentuar os sintomas de constipação.

Se o intestino não funciona direito, a mulher passa a ficar estufada, incomodada e irritada, daí o termo enfezada = cheia de fezes. Algumas mulheres apresentam sintomas inversos, e até intestino solto (diarreia). Esta situação, se for em excesso e acompanhada de cólica, pode indicar endometriose.

Médico explica qual é a aparência saudável das fezes

É comum as mulheres terem dificuldade para ir ao banheiro fora de casa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here