Nada de água! cinco bons motivos para não fazer sexo na piscina

Ter relações sexuais embaixo d'água pode até parecer uma alternativa para sair da rotina, mas isso pode causar doenças e outro problemas indesejáveis

0
679
Reprodução

Fazer sexo na piscina é o fetiche de muita gente, mas será que realmente é uma boa ideia ter relações debaixo d’água? Bom, os trajes de banho e o clima de descontração podem até dar um ar mais sexy para essa fantasia, mas é melhor você pensar duas vezes antes de mergulhar nessa ideia.




Se você tem esse desejo deve estar se perguntando que mal há em fazer sexo na piscina . A princípio isso realmente pode parecer algo inofensivo e muitos defendem que é uma forma de sair da rotina, porém essa aventura pode terminar de uma forma não tão prazerosa.

  1. Produtos químicos

As piscinas costumam estar lotadas de produtos químicos e isso por afetar a saúde das partes genitais. “A vagina contém bactérias boas, que estão lá para protegê-la, mas se essas bactérias são perturbadas pode levar a infecção, como vaginose bacteriana, e inflamação”, explica a obstetra e ginecologista Vanessa Mackay ao portal britânico “Metro”.

O que pode perturbar essas bactérias saudáveis são justamente o cloro e outros agentes de limpeza utilizados em piscinas. “Se a mulher faz sexo em uma piscina há grande chance dos produtos químicos entrarem na vagina deixando-a irritada e levando a infecções dolorosas”, diz a especialista.

A água sem produtos químicos também é perigosa, pois pode conter micróbios perigosos que costumam causar infecção na bexiga.

  1. Urina

Um estudo recente realizado pela Universidade de Alberta, no Canadá, descobriu que, em uma piscina média, normalmente há cerca de 10 litros de urina daquelas pessoas que não se dão ao trabalho de parar a diversão para usar o banheiro.



Claro que isso também é péssimo para o órgão genital . Quando a penetração acontece com os corpos submersos na água, o pênis acaba empurrando essa água como urina para dentro da vagina e vários problemas podem ser desencadeados disso.

  1. Não é lubrificante

A água não desempenha o papel de lubrificante . Se você já tentou fazer sexo no chuveiro deve saber que água não é totalmente eficaz, pelo contrário, ela até pode ajudar a lubrificação natural e também pode tornar difícil o deslizamento na hora da penetração.

Para a especialista, é quase impossível conseguir um bom ritmo nessas circunstâncias, e se você e o parceiro ficarem forçando podem acabar se machucando devido ao esforço e à fricção. Fora a irritação causada por todos os produtos químicos, como já mencionado.

  1. Posições perigosas

Não esqueça que na piscina você estará em uma superfície escorregadia e provavelmente será colocada contra uma parede dura e áspera durante a relação. A probabilidade de você ou o parceiro se machucar é grande, então é melhor não arriscar.

  1. Torna difícil o uso de preservativo

Há um mito de que fazer sexo debaixo d’água previne DST’s ou gravidez . A ginecologista garante que isso é uma completa mentira, por isso, é necessário o uso de preservativo. O problema é que como visto anteriormente, a água não serve como lubrificante e o uso da camisinha pode causar incomodo ou o preservativo pode até estourar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here