Segundo estudo, jovens com melhores notas na escola tendem a experimentar álcool e drogas (iStock)

Jovens estudantes com as melhores notas são mais propensos a experimentar maconha e a consumir bebidas alcoólicas quando são comparados com seus colegas que têm pontuações baixas nas provas. É o que sugere um estudo publicado recentemente na revista científica British Medical Journal.

Para o estudo, os pesquisadores acompanharam mais de 6.000 jovens com idades a partir dos 11 até os 20 anos. Eles foram submetidos a questionários aos 13 e 14 anos e aos 19 e 20 anos em que relatavam seus hábitos em relação ao consumo de cigarro, álcool e maconha. De acordo com os resultados, os mais inteligentes eram 50% mais propensos a fumar maconha ocasionalmente e duas vezes mais propensos a fumar frequentemente em comparação com aqueles que tinham notas ruins. Além disso, eles também eram duas vezes mais propensos a beber álcool regularmente.

Os pesquisadores ressaltaram que o estudo mostrou correlação e não causalidade. Para eles, uma explicação para esse comportamento seria que pessoas inteligentes são mais abertas a viver novas experiências, o que as levaria a experimentar drogas e álcool. Outro fator, de acordo com os autores, seria que os estudantes com bom desempenho escolar são de famílias com mais poder aquisitivo, o que tornaria o acesso ao álcool mais fácil, por exemplo. Segundo o levantamento, o comportamento dos alunos com alto desempenho escolar persistia até o início da vida adulta. “Isso é uma evidência contra a hipótese de que a alta capacidade acadêmica é associada apenas a uma experiência temporária do uso de substâncias”, disseram os autores.



“Geralmente pensamos que os jovens que não estão indo bem na escola são mais propensos ao abuso do álcool e uso de drogas”, disse o psiquiatra Amir Levine, do Centro Médico da Universidade de Columbia, segundo a rede CNN. “O novo estudo nos diz que isso pode não ser tão simples”.

Sabe-se que fumar cigarros, beber muito e fumar maconha são hábitos prejudiciais para a saúde. Entre os possíveis efeitos associados a esse tipo de comportamento estão o câncer de pulmão, cirrose hepática e doenças psiquiátricas.

12kids

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here