Operação Varredura atuou na Cadeia Pública de Mossoró nesta quarta (15) (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)

Fuzileiros navais fizeram uma varredura na Cadeia Pública de Mossoró nesta quarta-feira (15) e apreenderam celulares, armas brancas e drogas. Essa é a terceira unidade prisional do Rio Grande do Norte alvo da operação ‘Varredura’ que está fazendo buscas nos locais.

Ao todo, foram apreendidos 7 celulares, 14 baterias, 13 chips de celulares,112 armas brancas, 56 materiais suspeitos de serem narcóticos, e 261 outros itens proibidos, como pinça, cortadores de unha, alicate, etc.

Com cães farejadores e equipamentos modernos de detecção de metal e raio-x, os Fuzileiros Navais ingressaram na Cadeia Pública após os agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) retirarem os detentos da área inicial a ser vistoriada, sendo realizado o rodízio para o complemento da missão.

Na área externa, outros militares da Marinha fizeram a contenção e o controle do acesso, contando com o apoio da Polícia Militar do RN.

A estrutura da operação foi similar à das etapas anteriores e, além dos militares que ingressaram na unidade, contou com um aparato logístico de apoio que garantiu a realização da operação conforme planejada.




Nas etapas anteriores, realizadas na Penitenciária Estadual de Parnamirim e na Penitenciária Agrícola Dr. Mario Negócio, foram encontrados mais de 1.500 itens.

Ao todo, foram apreendidos 452 itens (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)
Ao todo, foram apreendidos 452 itens (Foto: Divulgação/Marinha do Brasil)

CASA