Foto: Reprodução/The Telegraph

O inglês Richard Bull, de 32 anos, faleceu após um acidente envolvendo seu iPhone. O smartphone estava carregando ao lado da banheira, quando caiu na água. O delegado responsável pelo caso aponta que a Apple deveria orientar seus consumidores a não usarem seus carregadores – letais – nessa situações.



Bull foi encontrado por sua esposa Tanya com o corpo todo queimado, informa o site inglês The Telegraph em matéria publicada neste sábado (18).

Os machucados e queimaduras erão tão chocantes que a esposa de Bull acreditava que o marido havia sido atacado por alguém.

Foto: Reprodução/Apple

Os policiais locais verificaram que o rapaz usava uma extensão para poder utilizar seu iPhone na banheira.

Ao que tudo indica, o celular e o cabo carregador caíram acidentalmente na banheira de Richard.

Vale lembrar que o iPhone 7 tem proteção contra água, mas isso não significa que você deva – sob nenhuma hipótese – carregar no mesmo ambiente em que você toma banho.



O delegado Sean Cummings, responsável por atender ao chamado, classificou o acidente como “trágico”.

“Esses aparelhos parecem inofensivos, mas são tão perigosos quanto um secador em um banheiro. Eles devem sinalizar avisos de perigo”, disse o delegado Cummings.

As autoridades pretendem entrar em contato com os fabricantes do aparelho para evitar tragédias como essa no futuro.

A mãe de Richard, Carole afirmou que espera que a tragédia com seu filho não se repita. “Eu me preocupo principalmente pelos adolescentes, que não se separam de seus celulares e não sabem o quão perigoso pode ser”.

O acidente aconteceu em dezembro do ano passado, segundo informa o The Telegraph.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here